Vestibular UVA2016




Tempo e Clima

O clima compreende os diversos fenômenos climáticos que ocorrem na atmosfera da Terra. Fenômenos como frente frias, tempestades e furacões.

Postado em 06/09/2010 | 0 Comentário(s) | 15500 Acessos

Tempo e clima são dois termos que estão intimamente relacionados, mas, mesmo assim, são bem distintos. Muitas pessoas confundem clima com o tempo. Mas será que há diferença entre os dois? Vajamos.

Tempo

Quando falamos das condições meteorológicas de local e momento determinados, estamos falando de tempo. Num único dia, ele pode variar bastante: amanhece com sol e calor, depois fica nublado e, à noite, chove e faz frio. Descobrir as condições do tempo pode ser muito útil para nós. Assim, sabemos se é preciso, por exemplo, levar um guarda-chuva no dia seguinte; o agricultor terá condições de controlar melhor sua plantação; o pescador poderá prever como será a pesca e assim por diante. Todos os dias, o noticiário dos jornais e da TV abre um espaço para a previsão do tempo. Dentro de um mapa – que pode ser do Brasil, de um Estado ou de uma região – aparecem desenhos de sol, nuvem, chuva e faixas coloridas que indicam a temperatura dos diferentes lugares. Geralmente, esses dados são colhidos por fotos de satélite e analisados por meteorologistas. Assim é que se faz a previsão. Em alguns países, ela é levada tão a sério que as pessoas não saem de casa sem antes conferir no noticiário as condições do tempo. Nos Estados Unidos e no Japão, por exemplo, a meteorologia é capaz de prever e alertar a população sobre a aproximação de ciclones.

Clima

Ele atua em todos os pontos da Terra, definindo a temperatura média em diferentes épocas do ano, o regime de chuvas, a vegetação e até o tipo de ocupação humana. No Sul do Brasil, por exemplo, predomina o clima subtropical, com inverno frio, verão quente e chuvas bem distribuídas ao longo do ano. Já na região amazônica, as temperaturas são elevadas o ano todo e as chuvas são abundantes. Em outras partes do mundo, acontece a mesma coisa. Na região da Patagônia, ao sul da Argentina, faz muito frio, com os termômetros registrando temperaturas abaixo de 0ºC. O deserto do Saara, na África, está localizado numa zona de seca, com chuvas irregulares e diferença diária de temperatura de 20ºC. Diversos fatores influem no clima de uma região, como a latitude (quanto mais longe da linha do Equador, mais frio) e o relevo (em geral, quanto maior a altitude, mais baixa a temperatura). Mas, nos últimos anos, o clima do mundo tem sentido um efeito inédito: a ação humana. As atividades do homem são responsáveis por algumas mudanças climáticas, por exemplo, o desmatamento e emissão de gases de veículos, indústrias e queimadas têm elevado a temperatura média da Terra em até 0,6ºC nos últimos 100 anos – é o chamado efeito estufa.

O clima, portanto, corresponde ao comportamento das condições atmosféricas de determinado lugar por muitos anos sucessivos.

O tempo muda a todo instante

Previsão do Tempo

Previsão de clima é uma projeção para médio a longo prazo (de um mês a um ano) baseada em modelos climáticos que identificam possíveis anomalias no comportamento dos fenômenos atmosférios entre um ano e outro.

O clima é guiado pela energia do sol e compreende os diversos fenômenos climáticos que ocorrem na atmosfera. No sentido original, clima é um conceito usado para dividir o mundo em regiões que dividem parâmetros climáticos parecidos. As regiões climáticas podem ser classificadas com base na temperatura e precipitações.

Um dos tipos de classificação para as regiões climáticas é a Classificação Climática de Köppen, feita por Wladimir Köppen, em 1900. A classificação é baseada em letras.

As Letras

1ª letramaiúscula, representa a característica geral do clima de uma região:

A: climas megatérmicos (temperatura média do mês mais frio superior a 18ºC)

B: climas secos (chuvas anuais abaixo de 500mm)

C: climas mesotérmicos (temperatura média do mês mais frio inferior a 18ºC e superior a -3ºC, ao menos um mês com média igual ou superior a 10ºC)

D: climas microtérmicos (temperatura média do mês mais frio igual ou inferir a -3ºC, ao menos um mês com média igual ou superior a 10ºC)

E: climas polares (temperatura média de todos os meses do ano inferior a 10ºC)

2ª letraminúscula, representa as particularidades do regime de chuva (apenas valem para os casos "A", "C" e "D"):

f: sempre úmido (mês menos chuvoso com precipitação superior a 60mm)

m: monçônico e predominantemente úmido

s: chuvas de inverno (mês menos chuvoso com precipitação inferior a 60mm)

w: chuvas de verão (mês menos chuvoso com precipitação inferior a 60mm)

2ª letra - maiúscula, apenas caso "B":

S: clima semiárido (chuvas anuais entre 250 e 500mm)

W: clima árido ou desértico (chuvas anuais menores que 250mm)

2ª letra - maiúscula, apenas caso "E":

T: clima de tundra (pelo menos um mês com temperaturas médias entre 0ºC e 10ºC)

F: clima de calota de gelo (todos os meses do ano com médias de temperatura inferiores a 0ºC)

3ª letra - minúscula, representa a temperatura característica de uma região (apenas valem para os casos "C" e "D"):

a: verões quentes (mês mais quente com média igual ou superior a 22ºC)

b: verões brandos (mês mais quente com média inferior a 22ºC)

c: frio o ano todo (no máximo três meses com médias acima de 10ºC)

3ª letra - minúscula, apenas caso "B":

h: deserto ou semideserto quente (temperatura anual média igual ou superior a 18ºC)

k: deserto ou semideserto frio (temperatura anual média inferior a 18ºC)

Os Tipos de Climas

Af - clima equatorial úmido - Manaus, AM, Brasil

Am - clima tropical monçônico - Daca, Bangladesh

Aw - clima tropical (chuvas no verão) - Rio de Janeiro, RJ, Brasil

As - clima tropical (chuvas no inverno) - João Pessoa, PB, Brasil

BSh - clima semiárido quente - Murcia, Espanha

BSk - clima semiárido frio - Medicine Hat, Canadá

BWh - clima árido quente - Phoenix, AZ, EUA

BWk - clima árido frio - Turfan, China

Csa - clima temperado mediterrâneo, verões quentes (chuvas no inverno) - Roma, Itália

Csb - clima temperado mediterrâneo, verões brandos (chuvas no inverno)- San Francisco, CA, EUA

Cfa - clima subtropical úmido - Porto Alegre, RS, Brasil

Cwa - clima subtropical/clima tropical de altitude (chuvas no verão) - São Paulo, SP, Brasil/Belo Horizonte, MG, Brasil

Cfb - clima temperado marítimo úmido - Curitiba, PR, Brasil

Cwb - clima temperado marítimo/clima tropical de altitude (regiões serranas como: Sul de Minas gerais/regiões serranas de São Paulo e Rio de Janeiro,Brasil) (chuvas no verão) - Campos do Jordão, SP, Brasil/Poços de Caldas, MG, Brasil

Cfc - clima subártico marítimo úmido - Punta Arenas, Chile

Cwc - clima subártico marítimo (chuvas no verão) - Monte Dinero, Argentina

Csc - clima subártico marítimo (chuvas no inverno) - Torshavn, Ilhas Faroe

Dfa - clima continental úmido, verões quentes - Chicago, IL, EUA

Dwa - clima continental, verões quentes (chuvas no verão) - Seul, Coréia do Sul

Dsa - clima continental, verões quentes (chuvas no inverno) - Cambridge, ID, EUA

Dfb - clima continental úmido, verões brandos - Estocolmo, Suécia

Dwb - clima continental, verões brandos (chuvas no verão) - Rudnaya Pristan, Rússia

Dsb - clima continental, verões brandos (chuvas no inverno) - Mazama, WA, EUA

Dfc - clima subártico úmido - Sept-Îles, Canadá

Dwc - clima subártico (chuvas no verão) - Irkutsk, Rússia

Dsc - clima subártico (chuvas no inverno) - Galena Summit, ID, EUA

ET - clima polar de tundra - Iqaluit, Canadá

EF - clima polar de calota de gelo - Vostok, Antártica

Elementos e Fatores Climáticos

O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do tipo de precipitação (chuvas, neve ou granizo), da sucessão das estações úmidas e secas, etc. Por essa razão, o clima é definido por Max Sorre como uma "sucessão habitual dos tipos de tempo num determinado local da superfície terrestre", enquanto o tempo é apenas o estado da atmosfera de um lugar, num determinado momento.

Elementos do clima

Os elementos do clima são os atributos básicos que servem para definir o tipo climático de uma determinada região como a temperatura, a umidade e a pressão atmosférica.

1) A umidade está relacionada à quantidade de vapor de água presente na atmosfera em determinado instante e pode ser expressa em valores absolutos ou relativos:

A umidade absoluta do ar é a quantidade (em gramas) de vapor d'água.

A umidade relativa do ar é obtida através da relação entre a umidade absoluta (a quantidade de vapor de água do ar) e o ponto de saturação (a quantidade máxima de vapor de água que o ar consegue reter), em determinado local e momento. Ela é expressa em porcentagem (%). Quando, na atmosfera, a umidade atinge o ponto de saturação, ela libera água que cai sobre o solo em forma de chuva ou outros tipos de precipitação.

2) A pressão atmosférica é a força provocada pelo peso do ar sobre uma superfície, cujo valor é expresso milibares (mb). Em regiões onde as temperaturas são mais baixas a pressão atmosférica é maior, pois as moléculas de ar estão mais concentradas. No entanto, em regiões mais elevadas, de menor temperatura, também há menor concentração de moléculas de ar (ar mais rarefeito) e, neste caso, menor será a pressão.

3) A temperatura, medida em graus Celsius (ºC), registra o calor da atmosfera de um lugar, cuja variação depende da sua localização e da circulação atmosférica.

Fatores do clima

Os fatores climáticos são os responsáveis pelas características ou modificações dos elementos do clima e devem ser analisados em conjunto: uma localidade, por exemplo, pode estar perto do mar e ser seca, ou pode estar próxima a linha do equador e ser fria.

Os principais fatores são a latitude, a altitude, a maritimidade (a distância de uma localidade em relação ao mar), as correntes marítimas e as massas de ar, além daqueles relacionados às atividades humanas.

As regiões de baixa latitude possuem temperaturas mais elevadas, pois recebem maior incidência de radiação solar. É o caso da zona tropical da Terra, situada entre os trópicos de Câncer e Capricórnio.

Nas áreas de baixa altitude, a atmosfera mais densa retém e conserva o calor por mais tempo. Nas áreas de altitude elevada, o ar mais rarefeito tem menor capacidade de conservar o calor proveniente da energia do Sol.

Além disso, ar é aquecido por irradiação. A radiação solar atinge a superfície, mas a parte mais baixa da atmosfera não absorve a sua energia, não a transforma em calor. As rochas, o solo, a água e a vegetação absorvem parte desta energia e refletem outra parte. Essa reflexão é chamada de irradiação. Apenas a energia irradiada é absorvida pela atmosfera mais próxima à superfície e, desta forma, transformada em calor.

	Classificação climática de Köppen


Fonte:


Uol Educação

educacao.uol.com.br/geografia/


Deixe um comentário